Início » Benefícios » Inscrição Revalida 2021 – Como fazer? Documentos, Requisitos e Edições

Inscrição Revalida 2021 – Como fazer? Documentos, Requisitos e Edições

Muitos brasileiros procuram outros países para realizar o sonho de cursar medicina e se tornarem médicos. No entanto, para atuar no Brasil é necessário fazer o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas: a Revalida.

Esse exame é criado pelos ministérios da Educação e da Saúde. Continue a leitura para entender como funciona a prova e sobre as inscrições Revalida 2021! 

O que é Revalida?

Revalida é o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas. Através dessa prova, médicos que se formaram fora do Brasil, podem atuar como médicos aqui no país.

revalida

A prova é feita pela união dos Ministérios da Educação e da Saúde, e o intuito é fazer o reconhecimento do diploma do profissional no conselho regional de medicina.

A primeira prova Revalida foi aplicada em 2010 e, um ano depois já tornou-se oficial, sendo repetida vários anos depois. Os últimos exames aconteceram em 2017 e 2020.

O exame é dividido em duas etapas, sendo o primeiro de caráter eliminatório. A primeira etapa consiste em questões de múltipla escolha e também discursivas.

Os candidatos aprovados na primeira etapa, ou seja, que atingirem a pontuação mínima, participam da segunda, que é o exame prático.

Antes da existência do Revalida, os estudantes que cursaram medicina no exterior, precisavam procurar uma universidade pública para validar o diploma. O grande problema, é que os critérios usados eram muito diferentes, podendo incluir provas, análise de documentação e outros.

O grande benefício da prova Revalida é exatamente isso: facilitar para que os profissionais que se formem no exterior, possam ter o diploma reconhecido no Brasil com mais facilidade.

Edições anteriores da Revalida

Criado em 2010, o intuito era que o exame fosse anual. No primeiro ano, foram 628 candidatos se inscreveram, mas apenas 281 compareceram para fazer a prova. 

médica segurando equipamento

Em 2011, apenas 677 inscritos. E em 2012, o número subiu para 922.

Houve uma edição em 2017, com 8.735 inscritos, mas apenas 950 fizeram a segunda etapa. Desse número, 46 candidatos tiveram problemas técnicos, que resultou em uma nova data para a prova.

Após essa edição, o exame foi programado para acontecer em 2020. Nessa edição, cerca de 15 mil médicos estavam aguardando a prova.

O intuito é que a Revalida aconteça duas vezes ao ano: uma em cada semestre.

Como funciona o exame da Revalida?

Funciona da seguinte maneira: após a graduação no exterior e com o diploma em mãos, o candidato deverá se inscrever na prova Revalida, que acontece anualmente.

Deverá realizar as duas etapas: a eliminatória e a prova prática. 

Ao passar em ambas as etapas, conseguirá ter o seu diploma reconhecido no Brasil. Com isso, poderá solicitar autorização para o conselho regional de medicina para atender em território nacional.

Inscrição Revalida 2021

Ainda não há informações se haverá ou não a prova Revalida 2021. Porém, o edital será disponibilizado online e a inscrição também é feita através da internet.

médico

A inscrição Revalida é feita no site do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Para se inscrever, será necessário informar alguns dados pessoais, como os documentos (CPF e RG), endereço e outros.

É necessário também fazer a indicação da instituição pública onde o profissional deseja a revalidação do diploma. 

É possível também escolher o local onde fará as provas presenciais.

Feita as inscrições online, o candidato deve pagar a taxa. O boleto é disponibilizado no site, após a finalização da inscrição e pode ser pago nas casas lotéricas, agências bancárias, internet banking ou pelo aplicativo.

Requisitos Inscrição Revalida 2021

Para participar da Revalida 2021, o candidato deve se encaixar em alguns requisitos básicos.

médico consultando

São eles:

✔️ Ser brasileiro ou estrangeiro residente legalmente no Brasil,

✔️ Ter CPF,

✔️ Ter se formado em medicina em uma universidade estrangeira com reconhecimento no país de origem,

✔️ O diploma deve ser autenticado pelo consulado brasileiro.

Documentos necessários

No momento da inscrição o candidato precisará de dois documentos: o número do CPF e do diploma conquistado em uma universidade estrangeira com reconhecimento do país de origem.

Esse reconhecimento deve ser equivalente ao MEC (Ministério da Educação) no Brasil.

Para completar a inscrição, é fundamental enviar arquivos de imagens do diploma. O documento deve estar no formato .PDF e conter imagens frente e verso do diploma.

Se o candidato não enviar as imagens, a inscrição não será efetivada.

Comente